O imunizante contra a Covid-19 desenvolvido pela Universidade de Oxford em parceira com a farmacêutica AstraZeneca registrou uma eficácia de 64% contra a variante Delta, encontrada na Índia. O imunizante também foi 92% eficaz em prevenir casos graves da doença e internações.

Eficácia AstraZeneca

O estudo realizado entre os dias 12 de abril e 4 de junho foi publicado na revista Public Health England (PHE) e ainda precisa passar por revisões. A pesquisa analisou 14.019 casos de pacientes com a Cepa delta NA Inglaterra. Destes, 166 tiveram complicações e precisaram ser internados.

Leia também!

Dentro o grupo que recebeu a vacina, não houveram mortes.“Esta evidência do mundo real mostra que a vacina contra Covid-19 da AstraZeneca oferece um alto nível de eficácia contra a variante Delta, que atualmente é um assunto crítico de preocupação devido à sua transmissão rápida”, explicou o vice-presidente executivo de Pesquisa e Desenvolvimento Biofarmacêutico da AstraZeneca, Mene Pangalos.

Para criar a vacina da AstraZeneca, os pesquisadores utilizaram um adenovírus causador de resfriado alterado para ser incapaz de causar doenças em humanos. Ele recebe um pedaço do material genético do Sars-Cov-2 para manifestar a proteína Spike, utilizada pelo coronavírus para ligar-se às células e causar a infecção. A ideia é que, desta forma, o organismo pode desenvolver a resposta à proteína sem precisar entrar em contato com o vírus real.

Via: Olhar Digital

Fonte: Olhar Digital