24/5/2024 –

Central de Comando e Operações (CCO) é uma estrutura aliada para empresas que buscam organizar o fluxo de trabalho entre o público interno, como é chamado o conjunto de profissionais da organização. Bruna Boner, CEO da Globalweb Corp, explica vantagens da sua implementação

Uma empresa não é feita apenas de clientes. O público interno, sejam funcionários próprios ou terceirizados, também é entendido como fundamental para o sucesso dos negócios.

Nesse ponto de gestão de equipe, muitas organizações enfrentam desafios e dúvidas sobre como organizar e integrar múltiplos departamentos e processos de trabalho. Como explica Bruna Boner, CEO da Globalweb Corp (empresa de tecnologia da informação), há uma vasta gama de ferramentas e soluções tecnológicas que ajudam a tornar a comunicação com diferentes equipes clara, transparente e contínua. 

Entre essas possibilidades, ela destaca a Central de Comando e Operações (CCO), “que une um time de suporte de alta capacitação com ferramentas modernas de monitoramento e controle de infraestrutura de TI, o que permite a centralização das informações e facilita a tomada de decisões rápidas”. 

A função da CCO é, como o próprio nome diz, atuar como um centro, monitorando, coordenando e gerenciando as operações em tempo real para garantir a eficiência e segurança das atividades.

“Logo, a implementação da CCO traz várias vantagens para o suporte ao público interno, incluindo coordenação facilitada entre diferentes áreas da empresa e um monitoramento constante das operações que pode prevenir acidentes e garantir a conformidade com normas de segurança e regulamentações”, afirma Boner.

Ela explica que o CCO é uma estrutura fundamental em muitas empresas, especialmente naquelas que lidam com operações críticas, como transportes, energia ou serviços de emergência. 

“Com o monitoramento em tempo real, problemas e anormalidades são detectados rapidamente, permitindo uma ação imediata. Além disso, a análise de dados recolhidos pela CCO permite identificar padrões e tendências, o que contribui para a melhoria contínua dos processos e serviços”, acrescenta.

Para Boner, no entanto, apenas dispor da tecnologia não é o bastante. A eficácia da central depende também do treinamento e das habilidades das pessoas envolvidas. Quando isso é levado em conta, aumentam as chances da CCO ser bem-sucedida e, inclusive, tornar-se “um diferencial competitivo importante no mercado, destacando a empresa por sua capacidade de garantir a qualidade e a segurança de suas operações”, finaliza.

Para saber mais, basta acessar: https://www.globalweb.com.br/