Fernanda Torres é moradora de Sorocaba (SP) e é mãe do pequeno Miguel de 6 anos. Miguel é autista e fã do filme “Procurando Nemo”. O drama da mãe começou no dia 1º de janeiro, quando seu filho – como de costume, levantou, pegou o controle e não encontrou seu filme favorito na Netflix.

Miguel passou a ter crises sempre que entrava na plataforma e não encontrava a animação. Com isso, Fernanda buscou encontrar uma solução nas redes sociais, indo até as páginas da Disney e da Netflix no Facebook questionar a retirada do filme do catálogo, e relatou o drama do filho.

Dentre os comentários, uns diziam para que ela “dar um jeito” ou para comprar o DVD do filme. De acordo com Fernanda, a animação podia ser vista no YouTube com facilidade, mas a criança tinha dificuldades em compreender isso.

Porém, um comentário chamou a atenção: o jovem Rodrigo, sugeriu gravar um DVD do filme, com um menu personalizado, o que facilitaria a compreensão do pequeno Miguel.

“Ele chorava muito, ficava nervoso e chegou ao ponto de bater no rosto. O Miguel ficava repetindo as falas do filme para me fazer tentar lembrar. Na cabeça dele, eu ia fazer voltar o desenho lá. Então, escrevi no Facebook. As pessoas falavam que era frescura, mas daí ele apareceu com a solução e foi maravilhoso, no meio de tanta gente falando besteira”, diz Fernanda.

Mesmo sem conhecer a família, Rodrigo Lima, de Carapicuíba, propôs uma solução para a questão: gravar um DVD com menu personalizado, que simulasse a tela inicial da Netflix. Ele tem 22 anos, trabalha como analista de suporte técnico e investiu dois dias para personalizar o material e enviar um link para a mãe do menino.  

“Antes do meu comentário, percebi vários outros comentários que não iriam resolver o problema, então fiz aquilo para ajudar aquela pessoa e pensei que chegaria a um número baixo de pessoas. Sou uma pessoa tímida, então assusta um pouco [a repercussão], mas fiquei feliz que mandaram mensagens. Gostaria que essas pessoas também ajudassem alguém quando for possível” , diz Rodrigo.

Final feliz

“Achei maravilhoso”, diz a mãe do menino sobre a atitude de Rodrigo. Fernanda conta que o filho, Miguel, de 6 anos, foi diagnosticado com autismo aos dois e tem costume de assistir a animação da Disney no mínimo cinco vezes ao dia.

Menu personalizado criado por Rodrigo simula tela inicial da Netflix (foto: reprodução/Facebook)

Nos dias em que ela não tinha como reproduzir o filme, o filho assistia a outros desenhos, mas sempre questionava o sumiço do Nemo. “Geralmente ele assiste partes ou o filme todo de uma vez. Ele fica repetindo as frases que mais gosta”, conclui.

Fernanda e o filho Miguel, que é fã de ‘Procurando Nemo’ — Foto: Arquivo pessoal

Por fim, Fernanda reforça a importância da atitude, pois nem todos teriam se disponibilizado a ajudar. De acordo com ela, outros comentários na mesma postagem ofereciam sugestões que não condiziam com o problema.

“Algumas pessoas acham que é simples, é só comprar um DVD, é só baixar da internet. Ele simplesmente fez o que ninguém fez, uma atitude linda, me fez chorar de alegria, pois assim que eu fizer o DVD, tenho certeza que meu filho vai ficar muito feliz. Agradeço ao Rodrigo demais por isso”, conclui.

Rodrigo tem 22 anos e trabalha como analista de suporte técnico – Foto: Arquivo pessoal

Com informações de Portal Singularidades

Comentarios

Comentarios