Natural da Síria, Gabriel Chucre chegou ao Brasil em 1918 estabelecendo-se posteriormente em cidades de Minas Gerais e São Paulo, onde teve grande influência por onde passou.

De autoria do então na época deputado Celso Giglio, que apresentou o Projeto de Lei nº 691, de 2010, no sentido de dar denominação de “Parque Gabriel Chucre” ao Parque Público de Carapicuíba, em homenagem ao senhor Gabriel Chucre, pai do ex-prefeito da cidade, Fuad Gabriel Chucre.

Quem foi Gabriel Chucre?

Natural da Síria, que era então uma antiga província turca, sob tutela francesa, Gabriel Chucre chegou ao Brasil em 1918, acompanhado de três irmãos. Ele e Miguel permaneceram no Brasil, enquanto que Abrão e Taifur preferiram seguir viagem para a Argentina, onde fixaram residência.

Do Rio de Janeiro, os irmãos Gabriel e Miguel Chucre seguiram para Minas Gerais, onde se estabeleceram, a convite de colonos sírios residentes na cidade de Lavras e no então distrito de Ribeirão Vermelho. Foi nesta última que Gabriel terminou por constituir família, unindo-se a Sra. Rona Chucre, com quem teve seis filhos.

Comerciante no ramo de secos e molhados, Gabriel participou ativamente da vida social e econômica de Ribeirão Vermelho, onde a 14 de maio de 1992, a empresa Chucre e Cia. Ltda. inauguraria o Cine Teatro Paz. Neste mesmo ano, já reconhecido como um dos “notáveis” locais, Chucre presidiria a comissão incumbida da construção da Igreja Matriz de Ribeirão Vermelho.

Igreja Matriz de Ribeirão Vermelho (Foto: Anizio Rezende)

A 03 de junho de 1926, formada uma comissão de moradores do então Distrito de Ribeirão Vermelho, a fim de tratar da construção da estrada que ligaria este último a Cidade de Perdões, Gabriel Chucre foi escolhido como um de seus membros. Na ocasião, os integrantes da comissão chegaram mesmo a contribuir com seu patrimônio pessoal para o financiamento da obra.

Viúvo ainda jovem, Gabriel Chucre contrairia um segundo matrimônio, desta vez com a Sra. Maria Mohallem, com quem teria mais dez filhos.

Em 1929, atraído pelo desbravamento da região paulista de Araçatuba, Chucre decidiu deixar Minas Gerais, vindo a estabelecer-se no Distrito de Alto Pimenta, atualmente no Município de Bento de Abreu.

De seus filhos, todos ativos participantes da vida social de suas respectivas comunidades, três deles terminaram por ingressar na arena política, sempre por instâncias dos moradores locais; Slemem José Chucre ocupou por três vezes a Presidência da Câmara Municipal de Bento de Abreu; Aguinaldo Chucre foi eleito duas vezes Prefeito Municipal de Flórida Paulista; por fim, Fuad Chucre ocupou por três vezes a Prefeitura de Carapicuíba. Outro descendente de Gabriel Chucre, seu neto Fernando Chucre foi Deputado Federal e atualmente é Secretario Municipal de Habitação, do   prefeito João Dória em São Paulo.

Foto: Fuad Chucre (ex-prefeito de Carapicuíba) e Fernando Chucre (ex- Dep. Federal e atual Secretário de Habitação de São Paulo).

O Parque

Inaugurado em 11 de Novembro de 2012, o Parque Gabriel Chucre, conta com uma área de 134 mil metros quadrados.

A Lagoa de Carapicuíba está onde já foi uma alça do rio Tietê antes da retificação e é resultado de um buraco feito da extração de areia na década de 1970. Na cidade, muitos a chamam de cava, não de lagoa, por esse seu passado. Até 2001, havia lá um imenso lixão.

Foto aérea da lagoa. É possível ver o Rio Tietê, o Rodoanel, a Fatec/Etec e o inicio do aterro do local onde hoje se encontra o parque (Foto: Mapio)

O aterro da lagoa vem da deposição da lama retirada das obras de rebaixamento da calha do Tietê e do bota-fora do material das escavações para a construção da linha amarela do metrô paulistano. A obra do Gabriel Chucre (ou Parque da Lagoa para os mais íntimos), assinado pelo escritório Barbieri+Gorski é, então, uma compensação pelo despejo no local de aproximadamente 200 mil toneladas de material.

A primeira proposta começou a ser desenvolvida em 2001. O projeto foi se alterando enquanto o próprio aterro se modificava, e uma nova proposta foi feita em 2005 com uma equipe multidisciplinar, envolvendo órgãos governamentais de diferentes esferas administrativas. Esse também foi o momento da parceria com a ONG Ecoar, para que fossem detectadas as necessidades da região para formação do programa do parque.

Ao todo, foram investidos aproximadamente 13,8 milhões de reais na construção do parque, que possui um núcleo com quadras poliesportivas, campo de futebol, raias de bocha, pista de skate, pista de cooper e ciclovia de 13 km, além disso, o projeto do Parque da Lagoa, levou o Prêmio da categoria Cidade e Paisagem do IAB/SP  (Instituto de Arquitetura Brasileiro) em 2007.

 Parque Estadual Gabriel Chucre
Rua da Consolação, 505 – Vila Gustavo Correia – Carapicuíba-SP
Fontes: Portal do Governo de SP/ Arquitetura e Urbanismo

 

Comentarios

Comentarios