Após a confirmação da morte de um bebê de 4 meses, decorrente o sarampo e outros 82 casos confirmados da doença, a Secretária de Saúde de Osasco decidiu manter a campanha de vacinação nas Unidades Básicas de Saúde da cidade, de segunda a sexta-feira.

Podem ser imunizadas crianças a partir dos 6 meses, sendo que a vacina não é válida para rotina; 12 meses é dada a primeira dose e aos 15 meses a segunda dose. Também podem se vacinar adolescentes sem registro de vacinação (administrar duas doses com intervalo mínimo de 30 dias); adultos de 20 a 29 anos e profissionais da saúde têm que tomar duas doses com intervalo mínimo de 30 dias entre elas. Pessoas nascidas a partir de 1960, têm que ter uma dose.

O último boletim da Secretaria de Saúde sobre o sarampo, divulgado na quinta-feira (29), mostrou que Osasco tem 661 notificações da doença, sendo 518 residentes na cidade. Desses casos, 287 continuam em investigação; 149 casos foram descartados e 82 confirmados.

O município registrou uma morte em decorrência do sarampo de um bebê de 4 meses, que tinha antecedentes de problemas pulmonares, incluindo uso de antibióticos nas semanas antecedentes, considerado um fator de risco. A Secretaria de Saúde realizou ação de bloqueio na região em que o bebê residia.

Quem deve tomar a vacina?

  • 6 meses – vacina não será válida para a rotina do calendário vacinal, devendo ser agendada uma nova dose aos 12 meses de idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.
  • 12 meses – 1ª dose válida para rotina
  • 15 meses – 2ª dose válida para rotina
  • Adolescentes – sem registro de vacinação, administrar duas doses com intervalo de 30 dias
  • Adolescentes – com esquema incompleto – administrar dose única
  • Adultos – 20 a 29 anos e profissionais da saúde – duas doses com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses. Nascidos a partir de 1960, têm que ter uma dose.

Com informações de Webdiario

Comentarios

Comentarios