Via: Marcelo Di Giuseppe

A derrota por 7 a 1 na Copa de 2014, em pleno solo brasileiro, foi mais do que um simples momento vergonhoso do futebol nacional.

O resultado evidenciou que há muitos anos a Seleção Canarinho deixara de ser uma grande força mundial, apesar da mídia e da opinião pública brasileira insistirem nessa tese.

Nos últimos 30 anos, a cegueira nacional não atingiu apenas o esporte. Nas artes, na cultura, na imprensa e principalmente na academia, a exaltação à mediocridade transformou o Brasil em uma sociedade imbecilizada, que odeia o conhecimento, que maltrata a língua portuguesa, que despreza a meritocracia, que destrói as universidades públicas e que ridiculariza aqueles que buscam pelo aperfeiçoamento pessoal.

Um bom exemplo disso foi a repercussão positiva dada pela mídia e por personalidades brasileiras à entrevista concedida pelo youtuber Felipe Neto ao jornal New York Times.

A desonestidade intelectual dessas pessoas que aplaudiram o youtuber deixou muito claro que mais importante do que a qualidade do interlocutor e a veracidade de suas opiniões, é a imposição do projeto de poder progressista no Brasil e no mundo.

Felipe Neto precisa ter consciência de que ele é apenas uma peça do jogo tramado pela esquerda e o estamento burocrático para voltar ao poder e que após usarem a sua influência sobre os seus 30 milhões de seguidores, quase na totalidade jovens, será jogado ao ostracismo como fizeram com Leon Trotsky em 1940.

O grande problema é que a esquerda brasileira de hoje é fruto dessa sociedade imbecilizada, que faz com que ela seja incapaz de perceber que atualmente os jovens de 16 a 24 anos representam menos de 10% do eleitorado brasileiro e a cada ano, representarão uma fatia cada vez menor dos eleitores, sem contar que ao crescerem e ir aumentando a sua responsabilidade com a vida, a tendência de abandonar sonhos revolucionários aumentará proporcionalmente.

Acreditar que Felipe Neto será a virada de chave na política nacional é pura burrice, ovacionar seus ataques ao Brasil em um dos jornais mais importantes do mundo, deveria ser crime de lesa pátria!

Este texto não reflete necessariamente a opinião do Portal Carapicuíba.

Comentarios

Comentarios