Neste fim de semana, a Vigilância Epidemiológica de Cotia contabilizou mais de 1.110 pacientes recuperados da Covid-19. Desde março, quando a cidade teve o primeiro caso confirmado da doença, já são 1.487 casos confirmados, mais de 3.300 descartados e 98 óbitos confirmados. Só no Centro de Combate e Referência do Coronavírus, construído pela Prefeitura na região central, mais de 120 pacientes ficaram internados, desde o dia 6 de abril, receberam tratamento e o último balaço dá conta de mais de 80 altas e mais de 50 remoções.

Cada alta no Centro de Combate e Referência do Coronavírus é motivo para muita celebração por parte dos funcionários e até dos pacientes que aguardam a sua hora de deixar o local. Entre os recuperados que tiveram alta, na última semana, está o senhor Irineu Pires Vaz, de 78 anos de idade. Ele chegou ao local com diversos sintomas e, depois de passar pela triagem e avaliação médica, precisou ficar internado em um leito na ala amarela – para pacientes sem muita gravidade. Chegou a ser removido para a ala laranja, destinada a casos de sintomas mais agravados, apresentou melhora e retornou para a ala amarela. No dia 24/06, deixou o local depois de 14 dias de internação.

Muito emocionada, Renilde Sartori teve alta do hospital de campanha na última semana, depois de 14 dias lutando pela vida. Ela teve sintomas mais agravados da Covid-19 e foi internada direto na ala laranja, mas precisou ser removida para a ala vermelha, para onde são levados os pacientes com casos graves da doença. O tratamento evoluiu para melhora e ela voltou para um leito na ala laranja e por fim, amarela até o dia da alta.

Celebrada por toda a equipe médica, a alta de Joel Batista também aconteceu depois de 14 dias de internação no Centro de Combate e Referência do Coronavírus. Ele apresentou sintomas mais moderados da Covid-19 e recebeu atendimento na ala amarela.

Plano SP eleva Cotia à fase 3 (amarela) de retomada das atividades

A partir desta segunda-feira (29/06), a cidade de Cotia está na fase 3 (amarela) do Plano São Paulo, do Governo do Estado, que traça estratégias para retomada segura da economia do estado durante a pandemia do novo coronavírus. Com a mudança de fase, podem abrir estabelecimentos como bares, restaurantes, lanchonetes e similares; salões de beleza, clínicas de estética e similares atendendo algumas regras como limitação da capacidade de atendimento em 40%, seis horas de funcionamento por dia, garantir o distanciamento de pelo menos 1,5m entre as pessoas, entre outros cuidados que incluem o protocolo sanitário como higienização dos locais, disponibilização de álcool gel e o uso de máscaras.

Desde o dia 15/06, quando Cotia havia sido classificada na fase 2 (laranja), estão funcionando comércio de rua em geral, shoppings, galerias e congêneres; concessionárias e revendedoras de veículos; escritórios de prestação de serviços e imobiliárias. Antes podiam funcionar com 20% da capacidade e por quatro horas, a partir desta semana, na fase amarela, podem funcionar com 40% da capacidade e por seis horas. As reclassificações de fases, por parte do Governo do Estado, acontecem semanalmente.

As informações e as diretrizes sobre a flexibilização da quarentena em Cotia podem ser consultadas nos Decretos 8.721/2020 (https://cutt.ly/9iCmLjt) e 8.724/2020 (https://cutt.ly/XiCmbrz).

Mais informações sobre o Plano São Paulo em (https://www.saopaulo.sp.gov.br/planosp/).

Neste fim de semana, a Vigilância Epidemiológica de Cotia contabilizou mais de 1.110 pacientes recuperados da Covid-19.
Foto: Alexandre Rezende
Foto: Alexandre Rezende
Foto: Alexandre Rezende

Fonte: Prefeitura de Cotia