O e-commerce brasileiro, atualmente, é um mercado que fatura mais de 150 bilhões de reais ao ano, e que mantém a projeção de crescimento à medida que também cresce o número de usuários da internet, de acordo com levantamento realizado em 2022 pela ABComm, Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. 

Apesar de ser um segmento que atrai muitos empreendedores, vale lembrar que nem sempre é fácil ingressar em um negócio no mundo digital. Embora seja um meio de muitas oportunidades, é preciso tomar alguns cuidados antes de abrir uma loja virtual, afinal, mesmo sendo um comércio digital, os prejuízos podem ser reais.

Pensando nisso, Vinícius Guimarães, gerente executivo de Marketing da Tray, empresa especializada em soluções de e-commerce, para vender online em diversos canais sem burocracia, separou algumas dicas de como iniciar sua PME no ambiente digital. As recomendações realmente podem fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso do seu negócio on-line.

Estude amplamente o mercado

Ter somente uma boa ideia não basta, é preciso pesquisar a fundo sobre o mercado em questão; entender quem são seus concorrentes, sejam eles diretos ou indiretos; entender como se comporta seu público-alvo; e saber como seu produto ou serviço é visto em sua região.

Após estudar todos os itens acima, é preciso pensar e encontrar formas de como colocar cada detalhe na prática da forma mais interessante possível.

Cuide do lado físico da loja virtual

Antes de efetivamente começar a construir seu site, é importante encontrar o lugar ideal para estocar suas mercadorias, buscar os melhores parceiros para realizar as entregas, além de planejar o que pode ser necessário caso a demanda cresça rapidamente.

Start no lado digital

Procure um designer que entenda de estética, usabilidade e experiência do usuário – isso fará a diferença na construção do seu site. Além de fazer um layout com foco em conversões, ele deve criar uma página que seja funcional para o seu cliente. Também é preciso ter um bom profissional de programação que saiba escrever um código limpo e rápido para que suas páginas funcionem em qualquer tipo de dispositivo e não demore para carregar. Afinal, a média de tempo que um usuário costuma esperar para ver uma página on-line é de poucos segundos! Passou disso, ele provavelmente vai para o concorrente. 

Evite economizar com o servidor

Não importa se sua loja virtual receberá mil ou um milhão de visitantes por mês: ela deve estar preparada para suportar a demanda e, como dissemos no tópico anterior, carregar tudo rapidinho para o usuário. Por isso, procure um servidor que dê conta do recado.

Planeje as ações de marketing para a estreia

Antes de qualquer coisa, separe uma verba para o marketing digital. Planeje ações em redes sociais, crie vídeos, tire fotos de qualidade e invista em posts patrocinados. Logo após, o importante é falar com o máximo de pessoas possível.

Construa sua imagem

É necessário que o público conheça sua empresa, saiba qual é sua experiência e porque ele pode confiar no seu negócio. Para isso, você precisará investir no inbound marketing, ferramenta importantíssima para construir sua marca e transformar os visitantes do seu e-commerce em clientes. 

Com estes pontos, você já pode começar a trabalhar na sua loja virtual e, com muita dedicação, escalar seu negócio. 

A Tray – unidade de e-commerce da Locaweb Company – é uma das empresas de tecnologia brasileira mais competitivas do mercado.


Fonte: Jornal Contábil