O Senado aprovou, na tarde de hoje (16), um projeto de lei (PL) que estabelece medidas protetivas para idosos que sofreram violência ou estão na iminência de sofrê-la. O projeto insere um novo capítulo no Estatuto do Idoso para garantir prioridade no atendimento junto à polícia. Essa, por sua vez, deverá oficiar imediatamente o juiz, para que ele decida em 48 horas sobre a adoção de medidas protetivas cabíveis. O projeto segue para a Câmara.

Segundo o texto aprovado, dentre as medidas protetivas cabíveis estão restrições ao agressor, como afastamento da casa onde o idoso mora e suspensão ou restrição do porte de sua arma de fogo, caso haja. A relatora do projeto, Nilda Gondim (MDB-PB), fez um paralelo da situação do idoso com a de uma mulher vítima de violência doméstica. 

“A rigor, o PL prevê, para os idosos em situação de violência, as medidas protetivas que já ocorrem quando a vítima é mulher em situação de violência doméstica. Essa medida se mostra imprescindível para promover a eficaz proteção do idoso, que muitas vezes é tão vulnerável quanto a mulher que sofre violência doméstica”.

Agência Brasil
  • Horóscopo do Dia | Portal Carapicuíba HORÓSCOPO DO DIA 17/08/2022
    Participe da maior corrente de otimismo do radio paranaense. Todas as manhãs na rádio Cultura AM 930 das 8h às 09h o Programa Bom Dia Astral. Linha direta com o ouvinte, o que os astros indicam diariamente para seu signo. Almanaque 2022 – na minha loja. Rua: Emiliano Perneta 30 – loja 21 Galeria Cezar […]
  • Sofia Manzano inicia campanha com encontro na USP
    São Paulo  A candidata a presidência da República pelo PCB, Sofia Manzano, iniciou hoje (16) à noite a sua campanha eleitoral com um encontro na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP). Entre os temas debatidos estavam agronegócio, capital financeiro e reforma administrativa.  A candidata reiterou as críticas […]
  • crédito de até R$ 3.500. Saiba aqui!
    Baixa renda: crédito de até R$ 3.500. Saiba aqui! Home Chamadas Baixa renda: crédito de até R$ 3.500. Saiba aqui! Fonte: Jornal Contábil