O presidente Sebastián Piñera promulgou nesta segunda-feira uma lei que determina a realização de um plebiscito sobre a reforma constitucional.

A consulta popular será marcada para o dia 26 de abril de 2020.

“[A Constituição] Não é uma varinha mágica que resolve todos os problemas. O que ela faz é nos dar um marco institucional adequado para avançarmos em direção a um país com maior capacidade de atender e satisfazer os cidadãos”, afirmou Piñera.

“Como presidente, estou seguro de que vamos saber transformar essa crise em um novo Chile mais fraterno, justo e livre, do qual todos nós nos sintamos parte.”

A mesma pesquisa que revelou a deterioração na popularidade do presidente mostrou que 86% dos chilenos são favoráveis a uma nova Constituição.

Fonte: O Antagonista