Durante uma reunião do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana realizada no fim de novembro, as empresas de ônibus que operam em Osasco (Viação Osasco e Urubupungá), solicitaram que a tarifa no transporte público municipal suba dos atuais R$ 4,35 para mais de R$ 5.

Representantes das empresas argumentaram que a passagem deveria subir para R$ 5,04 (reajuste de 15,8%) ou R$ 5,08 (16,7%), “contemplando as variações do pessoal, do diesel e da inflação, mais variação das gratuidades mais resíduos anteriores”,  segundo a ata da reunião do Conselho.

Outra justificativa apresentada foi a queda do número de passageiros causados pelo crescimento dos transportes por aplicativo, como Ubere 99. “Essa queda dos passageiros pagantes vem derrubando de forma preocupante a receita apurada pelas empresas”.

Na Sessão Ordinária da Câmara dos Vereadores de Osasco,realizada na última terça (4), o vereador Tinha Di Ferreira apresentou uma Moção de Repúdio (aprovada pelos demais vereadores), contra o possível aumento da passagem. “É um absurdo inaceitável a passagem aumentar para mais de R$ 5”, afirmou Alex da Academia.

Já o vereador De Paula, declarou “É inadmissível que essas empresas venham maltratando nosso povo e ainda querendo aumento de passagem. Vejo muitos passageiros embalados dentro dos ônibus parecendo que estão dentro de uma lata de sardinha”.

A Prefeitura ainda não se pronunciou sobre o assunto. A solicitação de aumento é analisada pela Companhia Municipal de Transportes de Osasco (CMTO).

Comentarios

Comentarios