O ministro das Comunicações, Fábio Faria, garantiu junto ao presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Mauricio Claver-Carone, mais US$ 1 bilhão para inclusão digital na Região Norte. Com o acordo, o governo federal terá US$ 2 bilhões para investimentos na área, sendo US$ 1 bilhão para a Região Amazônica.

“Pedi uma linha de crédito, um incentivo, ao presidente [do BID] para que possamos levar internet, o mais rápido possível, às pessoas que mais necessitam”, disse Faria, que se reuniu com Claver-Carone na sede do BIB nesta quarta-feira (9).

O ministro lidera uma comitiva oficial do governo federal, acompanhada de integrantes do Tribunal de Contas da União (TCU), aos Estados Unidos para conhecer modelos de uso seguro da rede 5G e promover investimentos no setor de telecomunicações brasileiro.

Agência Brasil
  • Ministro da Economia pede que Pacheco paute votação da reforma do IR
    O ministro da Economia Paulo Guedes pediu hoje (27) que o presidente do Senado Rodrigo Pacheco paute a votação da reforma do Imposto de Renda para garantir tranquilidade na criação do Auxílio Brasil, programa que pretende substituir o Bolsa Família. Guedes reuniu-se nesta tarde com o relator da proposta no Senado, senador Angelo Coronel (PSD-BA). […]
  • Horóscopo do Dia | Portal Carapicuíba HORÓSCOPO DO DIA 28/09/2021
    Mapa Astral, Cabala e numerologia, um estudo com uma média de 40 páginas, junto uma consulta de duas horas. Ligue e peça informações através do telefone (41) 3233-9138 ou pelo whatsapp: (41) 99741-1419 – Programa Bom Dia Astral de segunda a sexta-feira na rádio Cultura AM 930 das 07h às 08h. www.cultura930.com.br – live facebook […]
  • Senadores derrubam veto à suspensão de prova de vida do INSS
    Os senadores derrubaram nesta segunda-feira (27), em sessão do Congresso Nacional, por 54 votos a 8, o veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto que suspende, até o fim deste ano, a exigência da prova de vida para aposentados e pensionistas beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os deputados ainda precisam analisar o […]