As centrais sindicais estão convocando os trabalhadores a aderir à greve desta sexta-feira, dia 30/06. A mobilização é um protesto contra a reforma trabalhista e o governo Temer.

Em São Paulo, as categorias que já confirmaram participação na greve estão os metroviários e os bancários.

O sindicato dos ferroviários e dos motoristas de ônibus não convocaram os trabalhadores, diferentemente do que aconteceu em março e abril, quando a convocação foi em todas as categorias do transporte público de São Paulo.

O vice-presidente judicial, desembargador Carlos Roberto Husek, determinou que o Sindicato dos Metroviários de São Paulo mantenha em atividade 80% dos trabalhadores em horário de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h). Nos demais períodos, o efetivo deverá ser de 60%. Nas greves anteriores, essas restrições foram descumpridas – os metroviários mantiveram apenas algumas estações abertas.