A origem do Halloween se iniciou das antigas celebrações pagãs celtas.

A data coincide com o início do festival Samhain, que marcava o fim do verão e comemoração do início do ano novo celta, o fim da colheita e o início do inverno.

Os celtas acreditavam que os espíritos dos mortos vinham buscar os corpos dos vivos durante o Samhain.

Durante as celebrações, os celtas vestiam pele e cabeça de animais abatidos e ofereciam leite e comida para acalmar e se proteger desses espíritos.

Na Idade Média, a igreja perseguia e condenava (à fogueira) quem participava dessa tradição. Foi na época dos julgamentos que o nome “Dia das Bruxas” teve origem e a Igreja criou o Dia de Finados (dia 2 de novembro).

A tradição do Dia das Bruxas foi levada para a América do Norte pelos imigrantes irlandeses no século 19.

A palavra Halloween vem de “all hallows eve”, que significa “véspera do dia de Todos os Santos”.

O Halloween é comemorado no Reino Unido, Irlanda, Canadá e, principalmente, Estados Unidos. 

No Brasil se popularizou recentemente. Na Espanha e em alguns países latinos, o Dia de Todos os Santos é celebrado no dia 1º de novembro e Finados no dia seguinte. Em países como México e Peru, a data é marcada com festa e celebrada com trajes e rituais locais.

Curiosidades

A vela e a abóbora fazem parte do folclore irlandês. A lenda surgiu com a história de um homem alcoólatra chamado Jack O´Lantern (Jack da Lanterna), que por ter enganado o diabo que veio buscar sua alma, quando morreu não pôde ir para o céu , nem para o inferno. Por isso, possui uma abobora com uma vela dentro para guiá-lo, enquanto perambula pelo mundo.

Foto: reprodução internet

A expressão Trick or Treat (“gostosuras ou travessuras”) teve origem na Irlanda. As crianças iam de casa em casa pedindo “bolo de almas” feitos de pão com groselha. Para cada bolo ganhado, a criança deveria fazer uma oração por um parente morto do doador.

A lenda dizia que as bruxas se transformavam em gato preto e algumas pessoas acreditavam que os gatos eram espíritos dos mortos. Por estes motivos os pobrezinhos ganharam má fama. Hoje (ainda bem) o gato preto é símbolo da capacidade de meditação, recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade.

As cores tradicionais que representam a comemoração da data, não foram escolhidas por acaso:

Laranja: traz vitalidade, energia e força. Os celtas acreditavam que os espíritos se aproximavam das pessoas que se vestiam de laranja para sugar suas energias.

Preto: a cor predominava os magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes do mestre das trevas.

Roxo: simboliza a magia presente em toda a comemoração de Halloween.