Amanhã, quarta-feira (21), o Sindicato dos Metroviários de São Paulo e o Sindicato dos Ferroviários de São Paulo que representam Metrô e CPTM (Linha 7-Rubi e 10-Turquesa) respectivamente, vão realizar assembléias para decidir se devem ou não aderir ao dia nacional das paralisações (Greve Geral) programada para acontecer no dia 30 de Junho.

O sindicato que representa as linhas 8 – Diamante e 9 – Esmeralda da CPTM ainda não se posicionou sobre o assunto.

Foto: Sindicato dos Metroviários

No dia 28 de abril, a Greve Geral – realizada em diversas cidades do Brasil – paralisou todas as linhas da CPTM em São Paulo. No metrô apenas a linha 4 – Amarela funcionou, e na Grande São Paulo diversas linhas de ônibus foram afetadas.

O Sindicato dos Metroviários reivindica a privatização do Metrô e as reformas trabalhistas e da Previdência propostas por Michel Temer, presidente do Brasil.