Nos dias 4 e 11 de novembro, estudantes em todo o Brasil farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Mais de 5,5 milhões de estudantes devem realizar a prova, que pode ajudar o candidato a entrar em uma universidade e conseguir uma bolsa ou o financiamento de estudos, por esse motivo é importante conseguir uma boa nota.

No primeiro domingo serão aplicadas as provas de Ciências Humanas (45 questões de geografia, história, filosofia e sociologia) e Linguagens e Códigos (45 questões de língua portuguesa, literatura e língua estrangeira, podendo ser inglês ou espanhol, a depender do que o candidato escolheu no momento da inscrição), além da redação (um texto de prosa dissertativo-argumentativo). No segundo domingo é a vez das provas de Ciências da Natureza (45 questões de biologia, química e física) e Matemática (45 questões).

Com esses dias entre a primeira e a segunda prova, o candidato poderá descansar e revisar os conteúdos que cairão na segunda prova. Mas é preciso tomar cuidado para que esse tempo não gere ainda mais ansiedade. 

O Enem é corrigido com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI), ou seja, a pontuação não se baseia apenas no número de acertos. O exame avalia os estudantes de acordo com o nível de dificuldade das questões acertadas – as mais difíceis valem mais.

Já as redações são corrigidas uma a uma, à mão. São milhões de textos que chegam a passar por até três avaliadores diferentes. Isso porque os textos não seguem um padrão estruturado de respostas, como acontece com as provas objetivas. Por isso, é a única prova em que o estudante tem chance de tirar 1000.

Enem 2018 será realizado nos dias 4 e 11 de novembro. (Foto: Blog Camp)

Como funciona o processo de correção dos textos?

  • Todos os textos são digitalizados e colocados num sistema.
  • O texto é lido e analisado por dois avaliadores diferentes.
  • Os avaliadores não sabem quem estão avaliando e também não têm acesso à análise do colega.
  • Cada avaliador dá uma nota a cinco quesitos diferentes. Cada item vale 200 pontos, totalizando 1.000. São eles: Domínio da língua; Desenvolvimento do tema; Uso de recursos linguísticos; Capacidade de articular ideias e Proposta de intervenção social.

Depois, as notas dadas pelos dois avaliadores são somadas e divididas por dois. A partir daí nasce a sua nota na redação.

Se houver uma diferença muito grande nas notas dadas pelos avaliadores, o texto segue para a análise de um terceiro profissional. Se a diferença persistir, segue para a última instância: uma comissão julgadora.

Dicas para ir bem na prova

  • Planeje bem o tempo, você tem apenas 3 minutos para responder cada questão.
  • Priorize as questões fáceis antes das difíceis. 
  • Fique atento principalmente as provas de Matemática e redação, são as provas onde acertar mais gera mais resultado.
  • Na semana entre as provas, faça uma revisão leve dos conteúdos mais frequentes nas provas de Matemática e Ciências da Natureza. Nada de desespero, nada de tentar tirar o atraso e ler a apostila inteira.
  • Mantenha se atualizado. Ninguém sabe qual será o tema da redação do ENEM 2018, mas é tradição da banca escolher assuntos da atualidade. Portanto é importante ficar atento as principais notícias no Brasil e do mundo.
  • Antes de começar a escrever, faça um rascunho com as principais ideias sobre o tema.
  • Gramática correta e caligrafia legível são essenciais para uma boa nota na redação. Treine bastante, escreva o máximo possível antes da prova e atenção aos erros.
  • Leia muito e escreva muito, só assim você será capaz de produzir um texto satisfatório no ENEM 2018.

Uma boa prova !

Fonte: Guia do Estudante / Guia da Carreira /Nova Concursos

Comentarios

Comentarios